21 de mar de 2017

Os textos do blog em Livros



Apresentando os textos do blog

http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257837


http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257822


http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257826

23 de fev de 2017

Hospital de referência em São Paulo

Neste Carnaval, proteja-se!

HOSPITAL PÉROLA BYINGTON

ASSISTÊNCIA PSICOSOCIAL
http://www.redededefesadedireitos.com.br/assistencia-psicossocial/hospital-perola-byington-programa-bem-me-quer-e-delegacias/

Às Vítimas de violências

Vida – morte – vida se alternam
gerando movimento
Não estagnem a vida!
Não somos apenas passivas,
Também somos ativas!

É difícil saber o que dizer, que posturas tomar, para não atropelar e não banalizar o sofrimento que é imenso. Tem gente muito jovem por aqui!

Inserir a violência no social nos tira do isolamento e podemos começar a perceber que a situação é bem mais grave por ser estrutural e o que é proposto é apenas mais violência.

Então, abrir e trilhar seu caminho de expressão para a metabolização e digestão do desgosto de termos sido roubadas de nossa identidade e dignidade. Colocando em palavras, em desenhos, em esculturas de argila podemos ir nos sentindo e nos vendo e situando os danos e os traumas para nos separar deles.

Para não ficar se enchendo de drogas, comidas e bebidas só se centrando muito em si para saber o que se precisa, então estar numa posição ativa de autocura e autotratamento experimentando o que a natureza nos oferece. A camomila me acalmou e me fez dormir melhor, por exemplo. E ir se vendo até não precisar mais reproduzir a violência, um longo caminho. E não esperar dos outros, porque o outro, está sempre em outro lugar. Falar apenas em ambientes protegidos com gente sensível aos casos de violências.

Aprender a socializar a angústia em forma de luta política, aderir às reivindicações de todas as mulheres do mundo neste 8 de março, dia de luta das mulheres, as mulheres vão se unir com todos os resistentes neste dia. O que gostaria de dizer? Eu diria:

Vida – morte – vida se alternam
gerando movimento,
não estagnem a vida!
Não somos só passivas,
também somos ativas!


PS: Neste Carnaval, proteja-se! 

11 de jan de 2017

Concluindo meu processo


Então, pelo menos Uma 
entendeu o que eu dizia e pôde me ajudar 
na reparação do deslocamento no pescoço, 
a profª de Yoga, Marcela Maia, numa aula particular, 
empurrou a cartilagem do pescoço com as duas mãos, 
jogando o peso do seu corpo, insistindo um pouco, 
e saiu falando de cura. 

Foram impressionantes os efeitos sentidos imediatamente: 
a liberação do movimento da cabeça e 
do corpo todo que ficou mais flexível e solto, 
menos desconfortável, 
uma força imensa que me impedia de me mexer 
se dissolveu naquele momento! 
Foi maravilhoso! 
Era aquilo que me interditava!
Agora, sobra mais espaço dentro da boca! 

Boa reparação a tod@s! 

18 de dez de 2016

Grupo no Facebook

Olá,

Vamos nos reunir num grupo?

VIVI - Depoimentos de Vítimas de Violências
https://www.facebook.com/groups/1419247561442482/

Aguardo vocês! Penso que facilitará nossa comunicação!

Nos links abaixo, uma outra forma de apresentar os textos do
BLOG DE APOIO ÀS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIAS,
dá pra baixar em PDF e imprimir para ler em forma de
livro de papel, se preferir.

Categoria: DIREITOS HUMANOS,
PSICOTRAUMATOLOGIA E VITIMOLOGIA
PESQUISA E TRATAMENTO PARA ESTRESSE PÓS-TRAUMÁTICO

http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257826
http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257826
http://www.zinepal.com/ebook/mirian-giannella/257837

Mirian Giannella, psicoterapeuta pesquisa o tratamento
para estresse pós-traumático consequente das violências.
Deixe teu testemunho!

2 de dez de 2016

Em atenção às vítimas,

Lindos depoimentos cheios de dor, e é sim uma loucura o que eles instauram, 
mas os loucos são eles. É absolutamente intolerável conviver com um pai abusivo, que trai todas as Leis, e que só obedece seus instintos perversos, e para quem o outro não existe é psicopata e se coloca fora da linguagem. 

Para a criança é inconcebível!

Do pai, justamente, se espera incentivo para o crescimento, 
investimentos no nosso futuro, e crédito em nós, mas nos traem! 
Estão num projeto de destruição? No fundo, é para que fiquemos ao lado deles, cuidando deles até a morte! 

O pior é não sabermos da morte de quem que se trata. 
Então, coloque a morte ao lado deles, e saia você desse lugar! 
É um roubo de identidade, uma violação, pois o desejo do agressor
se apropria da vítima, a sombra do agressor se projeta sobre a vítima, 
e se coloca no lugar dela feito sombra. Não é? Separe-se da sombra iluminando-a! 

A solidão é atrós pois poucos terão empatia e saberão o que nos dizer 
se a Justiça, quem deveria separar vítima de agressor, não cumpre sua função, nos deixando à mercê da crueldade!  Procure grupos focados no atendimento às vítimas de violências! 

Cuidar do corpo, da alma e do espírito são nossas tarefas doravante. 
Estar ativ@ na reapropriação do corpo e do desejo é o melhor que podemos fazer por nós, agora! Focar na respiração é tudo de bom!

Estou em São Paulo, capital, entre em contato!   
apoioasvitimas@gmail.com

Abraços
Estou ativa no Facebook

19 de fev de 2016

Abusos Sexuais na infância - o que fazer?

Um vídeo muito instrutivo 

sobre abusos sexuais na infância -> 

https://www.facebook.com/GuardaNacionalRepublicana/videos/844846892279698/

No Brasil, disque 100.


Violência Doméstica e sexual disque 180

CIDADANIA E JUSTIÇA

Violência contra mulher é combatida com disque-denúncia

Enfrentamento

SPM oferece Ligue 180 para receber ocorrências. Aplicativos e campanhas também são ferramentas para que pessoas denunciem abusos
http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2014/06/violencia-contra-a-mulher-e-combatida-com-disque-denuncia-e-campanhas